Questões Sexuais

 Pergunta:

O Islam nos ensina tudo... tal como comer, vestir-se, etc. Existe também um modo recomendado pela Sunnah em relação a dormir com a esposa... existe uma posição Sunnah (recomendada pela Sunnah)... ou não há nada relacionado a isso nos Hadiss?

Resposta:

 Louvado seja Allah.

Sim, você está certo: O Islam nos ensina tudo e trouxe todos os bons ensinamentos para a humanidade a respeito da sobrevivência, religião, viver e morrer, porque é a religião de Allah, as glórias e os louvores sejam para Ele.

A relação sexual está entre os assuntos importantes da vida, os quais o Islam veio para explicar e prescerver conduta apropriada e regras, que a eleva do nível de mero prazer bestial e desejo físico. O Islam a associa com intenções virtuosas, súplicas (adhkaar) e conduta apropriada que a elevam ao nível de adoração e pelas quais o muçulmano será recompensado. A Sunnah do Profeta (saaws) explica isso: Imaan Ibn al-Qayyim (que a misericórdia de Allah esteja com ele) diz em seu livro Zaad al-Ma’aad:
“A respeito de relações sexuais, o Profeta (saaws) trouxe a mais perfeita orientação, pelo meio da qual a saúde deve ser preservada e as pessoas devem encontrar prazer e satisfação, e deve cumprir o propósito para o qual foi criado, porque o sexo foi criado para três propósitos básicos:

1. A preservação e propagação da raça humana, até que se atinja o número de almas que Allah decretou que deveriam ser criadas neste mundo.

2. Expulsão do líquido (sêmem) o qual pode causar danos ao corpo caso seja retido.

3. Satisfazer desejos físicos e desfrutar de prazer físico. Este é o único aspecto que estará presente no Paraíso, porque lá não haverá produção de prole, e nem retenção que precise ser liberada pela ejaculação.

Os melhores médicos sugerem que o sexo é um dos meios de se manter a boa saúde.

(al-Tibb al-Nabawi, p. 249).

E ele (que a misericórdia de Allah esteja com ele) disse:

Dentre seus benefícios está que ele ajuda a baixar o olhar, traz auto-controle, possibilita que a pessoa mantenha-se afastada de coisas pecaminosas, e proporciona todas essas coisas a mulher também. Ele traz benefícios ao homem neste mundo e no outro, e beneficia a mulher também. Portanto o Profeta (saaws) costumava desfrutar de relações intímas regularmente com suas esposas, e disse, “No seu mundo, mulheres e perfume me agradam.” (Narrado por Ahmad, 3/128; al-Nasaa’i, 7/61; classificado como saheeh por al-Haakim).

E o Profeta (saaws) disse: “Ó jovens, qualquer um dentre vós que tenham condições, que casem-se, pois isso o ajuda a baixar o olhar e protege sua castidade. E aqueles que não tenham condições, que jejuem, pois isso será uma proteção para eles.” (Narrado por al-Bukhaari, 9/92; Muslim, 1400).
(al-Tibb al-Nabawi, 251).

Dentre os aspectos importantes que devem ser observados quando praticando relações íntimas:

1. Ter a intenção sincera de estar fazendo-o apenas por Allah. A pessoa deve intencionar fazê-lo para proteger-se e preteger sua esposa de cair em pecado, para aumentar o número de muçulmanos na Ummah, assim como para elevar seu status, pois há honra e orgulho em grandes números. Deve saber-se que uma pessoa será recompensada por esse ato, mesmo que ele encontre prazer e satisfação imediatos nisto. Foi narrado por Abu Dharr que o Mensageiro de Allah (saaws) disse: “Na relação sexual de qualquer um de vós há recompensa” (Significando quando ele tem relação sexual com sua esposa). Eles disseram: Ó Mensageiro de Allah, quando um de nós satisfaz nossos desejos, ele será recompensado por isso? Ele (saaws) disse: “Não é verdade que se ele o fizesse de uma maneira pecaminosa seria punido por isso? Então se o faz de uma maneira permitida, será recompensado.” (Narrado por Muslim, 720). Esta é a grande generosidade de Allah para com a Ummah; louvado seja Allah que nos fez entre eles.

2. A relação deve ser precedida por palavras amáveis, carícias preliminares e beijos. O Profeta (saaws) costumava brincar com suas esposas e beijá-las.

3. Quando um homem tem relação sexual com sua esposa, ele deve dizer: “Bismillaah, Allaahumma jannibnaa al-shaytaan wa jannib al-shaytaan maa razqtanaa(Em nome de Allah, Ó Allah mantenha-nos longe do Satã e mantenha o Satã longe do que o Senhor nos conceder (nossas crianças)).” O Mensageiro de Allah (saaws) disse: “Se Allah decreta que eles devem ter uma criança, o Satã jamais a fará mal.” (Narrado por al-Bukhaari, 9/187).

4. É permitido ao marido ter relação sexual com sua esposa na vagina de qualquer maneira que ele queira, por trás ou pela frente, com a condição de que seja na vagina, que é o lugar pelo qual uma criança nasce. Allah diz (interpretação do significado): “Vossas mulheres são vossas sementeiras. Desfrutai, pois, da vossa sementeira (ter relação sexual com sua esposa da maneira que quiser, contanto que seja na vagina e não no ânus), como vos apraz.”(Al Bacara 2:223). Jaabir ibn ‘Abd-Allaah (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: Os judeus costumavam dizer que se um homem tem relação sexual com sua esposa na vagina por trás, a criança nasceria vesga. Então esta ayah foi revelada: “Vossas mulheres são vossas sementeiras. Desfrutai, pois, da vossa sementeira (ter relação sexual com sua esposa da maneira que quiser, contanto que seja na vagina e não no ânus), como vos apraz.”(Al Bacara 2:223). O Mensageiro de Allah (saaws) disse: “Pela frente ou por trás, contanto que seja na vagina.” (Narrado por al-Bukhaari, 8/154; Muslim, 4/156).

5. Não é permitido ao marido, sob nenhuma circunstância ter relação sexual anal com sua esposa. Allah diz: “Vossas mulheres são vossas sementeiras. Desfrutai, pois, da vossa sementeira (ter relação sexual com sua esposa da maneira que quiser, contanto que seja na vagina e não no ânus), como vos apraz.”(Al Bacara 2:223). (Nota: a palavra árabe que foi traduzida como “sementeira” significa o lugar onde uma criança é “plantada”.) É sabido que tal lugar é a vagina, que é o lugar de onde se espera uma criança. O Profeta (saaws) disse: “É amaldiçoado aquele que tem relação sexual anal com sua esposa.” (Narrado por Ibn ‘Udayy, 1/211; classificado como saheeh por al-Albaani in Adaab al-Zafaaf, p. 105). Isso é porque o sexo anal contraria a fitrah (inclinações naturais do homem) e é uma ação revoltante para aqueles de natureza humana sã; isso também causa à mulher a perda de sua parte no prazer; e o ânus é um lugar de imundícies e impurezas – e há outros fatores que confirmam que esta ação é haraam (pecado). Para mais informações ver o link http://63.175.194.25/index.php?formtrans=dgn%3D3%7C&ln=eng&ds=qa&lv=browse&QR=1103 (em inglês).

6. Se um homem tem relação sexual com sua esposa e quer voltar a ela (ter relação novamente) uma segunda vez, ele deveria fazer wudoo’ , porque o Profeta (saaws) disse: “Se algum de vós tem relação com vossa esposa e deseja repetir, que ele faça wudoo’ entre as duas ações, pois isso é mais energizante para a segunda vez.” (Narrado por Muslim, 1/171). Isto é mustahabb (recomendável), não waajib (obrigatório); se ele tem condição de fazer ghusl entre as duas ações, isso é melhor, por causa do hadith de Abu Raafi’ que disse que o Profeta (saaws) ía até suas esposas em um dia e fazia ghusl na casa desta e desta. Ele (Abu Raafi’) disse: Eu disse a ele, Ó Mensageiro de Allah, por que você não faz um só ghusl? Ele disse, “Assim é mais limpo, melhor e mais puro.” (Narrado por Abu Dawood e al-Nasaa’i, 1/79)

7. Um ou ambos do casal têm que fazer ghusl nas seguintes situações:

A) quando as “duas partes circuncizadas” encontram-se, porque o Profeta (saaws) disse: “Quando a parte circuncizada encontra a parte circuncizada (de acordo com outro relato: quando a parte circuncizada toca a parte circuncizada), ghusl se torna waajib (obrigatório).” (Narrado por Ahmad e Muslim, no. 526). Este ghusl é obrigatório caso haja ejaculação ou não. O tocar das partes circuncizadas significa que a extremidade do pênis penetra a vagina, não significa apenas tocar.

B)Emissão de sêmem , mesmo que as partes circuncizadas não se toquem, porque o Profeta (saaws) disse: “A água é para a água (isto é, a água do ghusl é necessária quando a “água” do sêmem é ejaculada).” (Narrado por Muslim, no. 1/269).

C) Al-Baghawi disse em Sharh al-Sunnah (2/9):”Ghusl para janaabah (impureza que segue a atividade sexual) é waajib (obrigatório) em qualquer um dos casos: quando a extremidade do pênis toca a vagina, ou quando água jorrante é emitida pelo homem ou pela mulher.” Para mais informações sobre detalhes do ghusl como prescrito na Sharee’ah, veja o link http://63.175.194.25/index.php?formtrans=dgn%3D3%7C&ln=eng&ds=qa&lv=browse&QR=415 (em inglês).

É permitido ao marido e a esposa fazerem ghusl juntos em um lugar, mesmo que ele a veja e ela o veja, por causa do hadeeth de Aa’ishah (que Allah esteja satisfeito com ela) que disse: “O profeta (saaws) e eu costumávamos fazer ghusl juntos do mesmo recipiente entre eu e ele; nós nos alternávamos enfiando nossas mãos no recipiente e ele tirava mais do que eu, até que eu dissesse, ‘Deixe um pouco pra mim, deixe um pouco pra mim.’” Ela disse, e ele estavam ambos junub (em estado de janaabah). Narrado por al-Bukhaari e Muslim.

8. É permitido a uma pessoa que tem que fazer ghusl dormir e adiar o ghusl até a hora da oração, mas é definitivamente mustahabb (recomendável) para ele fazer wudoo’ antes de dormir, por causa do hadeeth de ‘Umar, que disse que ele perguntou ao Profeta (saaws), Nós podemos dormir quando estamos junub? O Profeta (saaws) disse: “ Sim, mas que ele faça wudoo’ se desejar.”

9. É proibido ter relação sexual com uma mulher quando ela estiver menstruada, porque Allah diz (interpretação do significado): “Consultar-te-ão acerca da menstruação; dize-lhes: É uma impureza (é prejudicial ao marido ter relação sexual com a esposa quando ela está menstruada). Abstende-vos, pois, das mulheres durante a menstruação e não vos acerquei delas até que se purifiquem (da menstruação, e que tenham tomado um banho); quando estiverem purificadas, aproximai-vos então delas, como Allah vos tem ordenado (vá até elas de qualquer maneira que queira, contanto que seja na vagina), porque Ele estima os que se arrependem e cuidam da purificação (tomando um banho, limpando e lavando rigorosamente suas partes privadas, seus corpos, para as orações, etc.).” (al-Baqarah 2:222). Aquele que tem relação sexual com sua esposa quando ela estiver menstruada, tem que dar um dinar ou meio dinar em caridade, já que foi relatado que o Profeta (saaws) obrigou um homem a fazê-lo quando ele veio perguntar-lhe sobre isso. Isto foi relatado pelos autores de Al Sunan e classificado como saheeh por al-Albaani em Adaab al-Zafaaf, p. 122. Mas é permitido ao marido divertir-se com sua esposa menstruada sem ter relação sexual (penetração), por causa do hadeeth de Aa’ishah (que Allah esteja satisfeito com ela) que disse: “O Mensageiro de Allah (saaws) dizia a uma de nós, quando ela estava menstruada, para usar uma manta (ou algo semelhante) envolvendo a cintura, então seu marido se deitaria com ela.”

10. E permitido ao marido “retirar-se” (praticar ‘azl – coito interrompido) se ele não quer ter filhos, pelo mesmo motivo é permitido a ele usar preservativos – se sua esposa dá sua permissão, pois ela tem direito ao prazer e a ter filhos. A evidência disto é o hadeeth de Jaabir ibn ‘Abd-Allaah (que Allah esteja satisfeito com ele) que disse, “Nós costumávamos praticar ’azl no tempo do Mensageiro de Allah (saaws). O Mensageiro de Allah (saaws) ouviu sobre isso, e ele não nos proibiu.” (Narrado por al-Bukhaari, 9/250; Muslim, 4/160).

Mas é melhor não fazer nada disso, por diversas razões, incluindo o fato de que priva a mulher do prazer ou reduz o prazer para ela; e cancela um dos propósitos do casamento, que é aumentar o número de descendentes, como mencionado acima.

11. É proibido para ambos do casal espalhar os segredos do que acontece entre eles em sua vida conjugal privada; de fato, esta é uma das coisas mais abomináveis. O Profeta (saaws) disse: “Dentre as mais malignas das pessoas ante Allah no Dia da Ressurreição estará o homem que vai até sua esposa, tem relação sexual com ela, e então espalha os segredos dela.” (Narrado por Muslim, 4/157).

Foi relatado por Asmaa’ bint Yazeed que ela estava com o Profeta (saaws) e homens e mulheres estavam sentados com ele, e o Profeta (saaws) disse, “Algum homem diria o que ele fez com sua esposa? Alguma mulher diria a outros o que ela fez com seu marido?”. As pessoas permaneceram em silêncio e não responderam. Eu (Asmaa’) disse: “Sim, por Allah, Ó Mensageiro de Allah, elas fazem isso e eles fazem isso.” Ele disse, “Não façam isso. É como um demônio do sexo masculino encontrar um demônio do sexo feminino na estrada e ter relação sexual com ela enquanto as pessoas olham.” (Narrado por Abu Dawood, no. 1/339; classificado como saheeh por al-Albaani em Adaab al-Zafaaf, p. 143).

Isto é o que podemos mencionar sobre a etiqueta de relações sexuais. Louvado seja Allah que nos guiou para esta grande religião com sua conduta sublime. Louvado seja Allah que nos mostrou o melhor deste mundo e do próximo. Que Allah abençoe nosso Profeta Muhammad.


Islam Q&A
Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid (www.islam-qa.com)

Tradução: Irmã Noora

  • quarta, 19 março 2008

Deixe um comentário

Está a comentar como convidado. Login opcional abaixo.